Café brasileiro recebe a certificação “Rainforest Alliance” após cuidados nutricionais

Com as orientações de manejo da fertilidade do solo e do monitoramento nutricional, através da diagnose foliar, desenvolvido pela Laborsolo, o Eng. Agr. Cleber Tutida, que concluiu o curso de aperfeiçoamento profissional ministrado na Laborsolo em 2007 e, sem perder tempo, levou os conhecimentos teóricos para serem aplicados em sua propriedade de produção de café, em Monte Carmelo-MG, onde seguiu à “risca” a técnica e os conceitos por ele adquiridos.

Após três anos fazendo o monitoramento das análises foliares e aplicando o DRIS no manejo nutricional das plantas, os resultados começaram a aparecer, tanto na quantidade e produtividade quanto na qualidade dos grãos, e consequentemente da bebida, conseguindo através de uma certificadora internacional, a Rainforest Alliance, um atestado da qualidade.

O sucesso desse caso vem de encontro ao que nós da Laborsolo sempre pregamos: a saúde vegetal. O impacto direto desse conceito, sem dúvida, será a qualidade do produto produzido. Dessa forma se nenhum outro fator incontrolável atrapalhar, a produtividade é mera consequência.

Vale ressaltar que o selo “Rainsforest Alliance” obtido pelo “Café do Cerrado da Fazenda Santa Maria de Monte Carmelo – MG” é um selo que contempla diversos fatores como a sustentabilidade no gerenciamento da fazenda, a correta manutenção de pragas, a relação com os trabalhadores e com a comunidade e principalmente a conservação da biodiversidade com base no manejo da cultura e proteção ambiental. Uma vitória ao cliente Laborsolo, que obteve um selo que ainda não contempla nem 1% do café produzido no mundo, seguindo as premissas de que a saúde vegetal é o melhor caminho para a sustentabilidade agrícola.

Parabéns à família Tutida e especialmente ao colega Cleber pelo resultado.