Resíduos de agrotóxicos irregulares: um risco para a saúde do consumidor, do agricultor e do solo!

O monitoramento realizado pelo Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos (PARA) realizado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) revelou alguns dados preocupantes: 36% das amostras de 2011 e 29% das amostras de 2012 apresentam irregularidades na presença de agrotóxicos.

Além de níveis acima do limite máximo de resíduos permitidos, algumas amostras continham diversos elementos químicos sem autorização de uso no Brasil, como mostra os gráficos abaixo.

Agrotóxicos não autorizados para uso no Brasil identificados em 2011

Agrotóxicos não autorizados para uso no Brasil identificados em 2011

Agrotóxicos não autorizados para uso no Brasil identificados em 2012

Agrotóxicos não autorizados para uso no Brasil identificados em 2012

Segundo a pesquisa realizada pela Anvisa o “campeão” de irregularidades em 2011 foi o pimentão (84% das amostras continham resíduos de agrotóxicos não autorizados no Brasil), já em 2012 o “campeão” foi o morango (59% de irregularidades nas amostras).

Confira os principais resultados:

Produto % Insatisfatório (2011) % Insatisfatório (2012)
Arroz 43% 1%
Cenoura 67% 33%
Pepino 44% 42%
Alface 43% não analisado
Feijão 6% não analisado
Mamão 20% não analisado
Pimentão 89% não analisado
Tomate 12% não analisado
Uva 27% não analisado
Abacaxi não analisado 41%
Laranja não analisado 28%
Maçã não analisado 8%
Morango não analisado 59%
Os percentuais acima já apresentam o total de amostras insatisfatórias (soma de agrotóxicos não autorizados e acima do limite)

A Anvisa alerta que mesmo lavando bem os alimentos e retirando suas cascas o consumidor não está livre dos resíduos de agrotóxicos já que alguns deles tem capacidade de penetrar em folhas e polpas.

O ponto positivo é que em 2012, 36% das amostras puderam ser rastreadas até o produtor e 50% até o distribuidor do alimento, assim será possível orientar para que medidas corretivas sejam adotadas.

Não podemos esquecer que o uso de agrotóxicos não autorizados ou o contrabando de alimentos agrícolas de outros países, que segundo a Anvisa poderiam ser a explicação para a presença desses resíduos não causam danos apenas a saúde do consumidor final.

Isso pode representar riscos para os agricultores, que podem estar utilizando e manuseando de maneira inadequada o agrotóxico, bem como para o solo, que pode ser contaminado pelo uso excessivo de agrotóxicos, pelo manuseio incorreto de resíduos e até mesmo pelo descarte de alimentos contaminados com esses resíduos.

Clique aqui e confira o relatório completo da Anvisa.