Londrina (43) 3338-5738   l   Passo Fundo (54) 3315-7604   l   Toledo (45) 3378-1202

Análise de fertilizantes orgânicos.

Fertilizantes orgânicos são produtos que utilizam matéria prima de origem animal, vegetal ou do processamento da agroindústria, para uso seguro na agricultura.

A Laborsolo fornece várias possibilidades de análise para estes produtos, isto é, para o usuário verificar apenas as características agronômicas ou para fins de verificação da possibilidade do uso agrícola de matérias gerais ou resíduos.

Saiba mais

Os fertilizantes orgânicos simples, mistos, compostos e organominerais serão classificados de acordo com as matérias-primas utilizadas na sua produção em:

  • Classe “A”: fertilizante orgânico que, em sua produção, utiliza matéria-prima de origem vegetal, animal ou de processamentos da agroindústria, onde não sejam utilizados, no processo, metais pesados tóxicos, elementos ou compostos orgânicos sintéticos potencialmente tóxicos, resultando em produto de utilização segura na agricultura;
  • Classe “B”: fertilizante orgânico que, em sua produção, utiliza matéria-prima oriunda de processamento da atividade industrial ou da agroindústria, onde metais pesados tóxicos, elementos ou compostos orgânicos sintéticos potencialmente tóxicos são utilizados no processo, resultando em produto de utilização segura na agricultura;
  • Classe “C”: fertilizante orgânico que, em sua produção, utiliza qualquer quantidade de matéria-prima oriunda de lixo domiciliar, resultando em produto de utilização segura na agricultura; e
  • Classe “D”: fertilizante orgânico que, em sua produção, utiliza qualquer quantidade de matéria-prima oriunda do tratamento de despejos sanitários, resultando em produto de utilização segura na agricultura.

(*) Em relação a instrução normativa nº 27 a Laborsolo não realiza as análises de agentes fitotóxicos, patogênicos ao homem, animais e plantas, além de pragas e ervas daninhas.

A LABORSOLO pode realizar todas as análises de referências das INSTRUÇÕES NORMATIVAS DO MAPA listadas abaixo:

  • Instrução Normativa Nº 25, DE 23 DE JULHO DE 2009: Aprova as Normas sobre as especificações e as garantias, as tolerâncias, o registro, a embalagem e a rotulagem dos fertilizantes orgânicos simples, mistos, compostos, organominerais e biofertilizantes destinados à agricultura.

    Faça o download

  • Instrução Normativa Nº 27, DE 05 DE JUNHO DE 2006: Os fertilizantes, corretivos, inoculantes e biofertilizantes, para serem produzidos, importados ou comercializados, deverão atender aos limites estabelecidos nos Anexos I, II, III, IV e V desta Instrução Normativa nº que se refere às concentrações máximas admitidas para agentes fitotóxicos, patogênicos ao homem, animais e plantas, metais pesados tóxicos, pragas e ervas daninhas.

    Faça o download

  • Instrução Normativa Nº 35, DE 04 DE JULHO DE 2006: Aprova as normas sobre especificações e garantias, tolerâncias, registro, embalagem e rotulagem dos corretivos de acidez, de alcalinidade e de sodicidade e dos condicionadores de solo, destinados à agricultura, na forma do Anexo a esta Instrução Normativa.

    Faça o download

Veja como coletar sua amostra

A coleta de amostras de fertilizantes deve seguir os padrões fornecidos pelo MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) através da INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 10, DE 6 DE MAIO DE 2004, que varia conforme a quantidade de produto, a embalagem e a forma de acondicionamento do produto.

Veja o passo-a-passo do procedimento no laboratório

Para a análise de fertilizantes orgânicos é necessário fazer a digestão ácida da amostra, uma vez que, os minerais se encontram na forma orgânica, portanto não disponíveis para sua determinação. A grosso modo, não se encontram solúveis.

  1. Para a digestão das amostras de fertilizantes orgânicos a Laborsolo utilizada Forno de micro ondas que é o equipamento mais avançado no estado da arte de digestão de amostras orgânicas, pois o sistema é fechado, onde se controlam as temperaturas e pressões determinadas para cada tipo diferente de matriz.

    análise de fertilizantes orgânicos 01

  2. Após as devidas extrações conforme o elemento a ser determinado e as diluições necessárias com água ultra pura, as leituras são realizadas em ICP-OES ou Absorção atômica dependendo do elemento a ser determinado.
    análise de fertilizantes orgânicos 02

    Água MilliQ ultra-pura usada nas diluições para análise de fertilizantes.

    análise de fertilizantes orgânicos

    Espectrofotômetro de plasma induzido por argônio ICP-OES

    análise de fertilizantes orgânicos

    Detalhe da tocha de plasma induzido por argônio. A temperatura do plasma é de 6000° K, ou seja, a temperatura da superfície do sol. Nesta temperatura a ionização é completa permitindo detecção de elementos em ppb (partes por bilhão). O ICP varre a amostra por completo determinando simultaneamente todos os metais, ficando apenas o nitrogênio para ser determinado por via úmida.

    análise de fertilizantes orgânicos

    Determinação de nitrogênio em destilador Kjeldahl

Back to Top