Londrina (43) 3338-5738   l   Passo Fundo (54) 3315-7604   l   Toledo (45) 3378-1202

Índice de Qualidade do Solo (IQS).

A Laborsolo acaba de lançar um serviço que vai mudar a forma com que se avalia e se gerencia a qualidade do solo no Brasil: o IQS – Índice de Qualidade do Solo.

Trata-se de uma metodologia desenvolvida para elencar as limitações do solo e classificá-lo quanto a sua capacidade produtiva, estabilidade de produção e reversibilidade das referidas limitações, fornecendo um diagnóstico rápido da qualidade do solo e do risco agronômico, bem como abrindo as portas para uma gestão otimizada desse recurso.

Com o Índice de Qualidade do Solo (IQS), você sabe, em cada momento, o que limita e o que não limita a produtividade do seu solo, podendo agir de forma eficaz e evitar desperdícios.

Por estabelecer um índice unificado para cada perfil amostrado, ao se diagnosticar o IQS e o Rating de cada gleba, é possível comparar e monitorar a performance e o risco entre glebas com muito mais agilidade e eficácia. A gestão baseada em índices é a base da administração de qualquer negócio.

Veja como funciona o Rating do Índice de Qualidade do Solo. Clique em cada um dos selos e entenda o que diferencia os diversos tipos de solo.

barra de performance























































































Veja um exemplo do nosso laudo

O laudo de análise risco agronômico da LABORSOLO tem um formato exclusivo que auxilia a leitura, compreensão e análise dos resultados.

Exemplo de laudo - Análise de risco agronômico - IQS
Exemplo de laudo - Análise de risco agronômico - IQS

Quem são os beneficiários

Essa análise é ideal para o produtor ou agroindústria que deseja diagnosticar e monitorar a qualidade do seu solo e com isso ter uma visão mais estratégica dos investimentos necessários para se elevar a lucratividade potencial.

Além de ser usada como ferramenta gerencial, o Índice de Qualidade do Solo (IQS) também é ideal para contratos de arrendamento e parceria, contratos de compra e venda de imóveis rurais, financiamentos e seguro agrícola.

Para o produtor que irá arrendar terras, é fundamental estabelecer preços compatíveis com o esforço necessário para obter lucro da atividade. Já para o proprietário, é fundamental prevenir-se contra a degradação do solo durante o período de arrendamento. O IQS e o Rating do Solo são medidas que devem ser realizadas no início e ao final do contrato para fazer essa avaliação, podendo as partes estabelecer, em contrato, bonificação ou penalização, respectivamente, pela melhora ou piora do Rating do Solo. Isto tem o papel de minimizar eventuais desentendimentos e assegurar um bom relacionamento entre proprietário e arrendatário.

Para o produtor ou investidor interessado em adquirir terras, o Índice de Qualidade do Solo (IQS) é essencial para a negociação de preço, bem como na projeção de investimentos necessários para se recuperar a qualidade do solo.

Para financiamentos e seguro agrícola, o objetivo do Índice de Qualidade do Solo (IQS) é servir de balizador, principalmente, para as taxas de juros e prêmios, munindo de argumentos o proprietário de um solo de alta performance e baixo risco que o permite negociar melhores condições junto a bancos e seguradoras. Por outro lado, tem como objetivo, ao mesmo tempo, servir como uma medida de risco de crédito para a instituição financeira em questão.

Como se deve proceder

A análise é feita submetendo-se três (3) camadas do perfil do solo a uma bateria completa de exames físico-químicos. De maneira geral, utilizam-se as camadas de 00-10, 10-20 e 20-40 cm, ou as camadas de 00-15, 15-30 e 30-50 cm, dependendo do objetivo. Para cada camada, deve-se coletar cerca de 1 kg de solo deformado (um saquinho plástico cheio) e 3 torrões indeformados de cerca de 7 cm de diâmetro (envolvê-los em papel filme e acondicioná-los em uma caixa de papel ou papelão para o envio ao laboratório).

Como a qualidade do solo e o risco agronômico são mensurados?

O risco agronômico é medido através da atribuição de uma nota a cada elemento da análise, que unidos darão origem à nota de uma camada, que unida às demais originará a nota do perfil do solo. A essa nota final damos o nome de Índice de Qualidade do Solo (IQS).

O IQS, por sua vez, é classificado dentro de uma escala alfabética decrescente de A a D, dando origem ao Rating do Solo.

Do IQS derivam-se outros dois subíndices – o Índice de Qualidade das Propriedades do Solo (IQPS) e o Índice de Qualidade das Características do Solo (IQCS) –, que têm como objetivo agrupar as propriedades e as características do solo, respectivamente.

  • Propriedades do Solo: parâmetros dificilmente mutáveis, cujo manejo tem elevada exigência de recursos. São eles: Fósforo Remanescente, Matéria Orgânica, Grau de Floculação e Volume de Poros.
  • Características do Solo: parâmetros facilmente mutáveis, cujo manejo possui menor exigência de recursos quando comparado ao das propriedades. São eles: Cálcio, Magnésio, Potássio, Hidrogênio, Alumínio, Fósforo e Enxofre.

Confira mais sobre o Índice de Qualidade do Solo (IQS) nas matérias do Labor News e em nossos podcasts!

Para contratar o serviço entre em contato com a equipe da Laborsolo.

Back to Top