Londrina (43) 3338.5738
Toledo (45) 3378.1202
Passo Fundo (54) 3315.7604
Manejo Correto De Pastagens Leva A Ganho Em Produtividade

Manejo correto de pastagens leva a ganho em produtividade

O Zootecnista Adilson de Paula Almeida Aguiar, especialista em solos e meio ambiente pela UFLA (Lavras) irá proferir uma série de palestras em Ribeirão Preto entre os dias 30 de setembro e 03 de outubro, todas relacionadas ao manejo de pastagens e o ganho de produtividade na pecuária.

Ele afirma que é importante o pecuarista compreender que a pastagem deve ser conduzida exatamente como um agricultor conduz sua lavoura, principalmente pelo fato de pastagens intensivas serem tão ou mais exigentes em nutrientes que outras culturas.

Essa preocupação com a nutrição das pastagens irá refletir diretamente nos índices zootécnicos e consequentemente nos resultados econômicos tanto da pecuária de corte, leite e cria.

Adilson Aguiar explica ainda que o pecuarista precisa se conscientizar e se preocupar com a pastagem como o agricultor se preocupa com a seleção da variedade, escolha da semente, correção do solo e adubação.

Ele exemplifica que “Considerando produtividades referências em soja de 100 sacas/ha e de milho de 250 sacas/ha, e o cálculo do quanto de matéria seca total será produzida por estes cultivos, chegarei em valores próximos a 12 e 30 toneladas de matéria seca total/ha, respectivamente. Em pastagens muito intensivas, produzindo entre 70 e 90 @/ha/ano ou 30 mil a 50 mil litros de leite/ha/ano, as produtividades de matéria seca variam entre 30 a 45 t/ha/ano.”

Com a adoção de técnicas adequadas para cultivo e manejo das pastagens seria possível aumentar a produtividade entre 40 e 160%, chegando em alguns casos a percentuais muito superiores a estes.

Fonte: Scot Consultoria

Laborsolo Laboratórios

A Laborsolo Laboratórios atua a quase 30 anos com Análises Agronômicas. Nosso portfólio é amplo (solo, folha, alimento animal, água, fertilizantes e corretivos) e estamos focado no desenvolvimento de tecnologias que auxiliem no dia a dia do Agronegócio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *