Londrina (43) 3338.5738
Toledo (45) 3378.1202
Passo Fundo (54) 3315.7604
Analise Fertilizantes2

Por que devo enviar amostras de fertilizantes e corretivos para análise?

Muitos produtores podem ter dúvidas sobre a necessidade de fazer análise dos fertilizantes e corretivos, mas essa medida simples e barata pode gerar muita economia e garantir uma melhor performance da lavoura.

Já sabemos que para fazer uma recomendação de correção de acidez (ou sodicidade) ou uma adubação é preciso estar de posse de uma análise química e física do solo, bem detalhada e feita a partir de uma amostra que reduza os riscos de erros.

Mas, mesmo que a equipe de campo realize um excelente trabalho de coleta, que a análise seja feita num laboratório confiável como a Laborsolo, que o Engenheiro Agrônomo faça toda a interpretação e recomendação adequada para atingir os níveis ótimos de fertilidade do solo e que todo o trabalho de aplicação seja realizado com a máxima eficiência,  se o fertilizante ou corretivo apresentar deficiências nas garantias, todo este trabalho terá sido em vão.

A ADAPAR (Agência de Defesa Agropecuária do Paraná) como órgão fiscalizador tem realizado anualmente um trabalho de levantamento da qualidade dos fertilizantes, corretivos, inoculantes, remineralizadores e substratos para plantas com a coleta de amostras oficiais.

No relatório divulgado este mês, referente as amostras do segundo sementes de 2016, o percentual de desconformidade chegou a mais de 27%. Das 111 amostras analisadas, 30 apresentaram inconformidades. Os lotes de fertilizantes amostrados que apresentam deficiência nas garantidas é interditado, o fabricante autuado e notificado a proceder o recolhimento, mas as estatísticas são alarmantes.

Os elementos que apresentam maior deficiência nas análises de Fertilizantes Minerais são Fósforo, Potássio, Enxofre e Soma de NPK. Há alguns casos ainda de deficiência de Boro, Zinco, Molibdênio, Cálcio e Cobre e um caso de excesso de Boro.

A aplicação deficiente ou excessiva tende a causar um desequilíbrio nutricional nas plantas já no início do seu desenvolvimento, a implicação é mais custo e mão-de-obra para o produtor, que irá constatar este desequilíbrio já na primeira análise foliar, sendo obrigado assim a fazer uma nova aplicação de fertilizantes para buscar o equilíbrio, além de comprometer a emergência das plantas.

Não corra riscos desnecessários, seja prevenido e reduza custos! Faça análise de solo, análise de corretivos e fertilizantes e análise foliar com a Laborsolo e garanta a máxima produtividade!

Com informações da ADAPAR. Se desejar ver o relatório citado acima clique aqui.

Laborsolo Laboratórios

A Laborsolo Laboratórios atua a quase 30 anos com Análises Agronômicas. Nosso portfólio é amplo (solo, folha, alimento animal, água, fertilizantes e corretivos) e estamos focado no desenvolvimento de tecnologias que auxiliem no dia a dia do Agronegócio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *