Londrina (43) 3338.5738
Toledo (45) 3378.1202
Passo Fundo (54) 3315.7604
Dris Culturas Perenes

A importância do DRIS para culturas perenes

Costumamos falar muito da eficiência do DRIS para antecipar o diagnóstico de deficiência nutricional em culturas como soja, milho, trigo, arroz e feijão, afinal são cultivos de ciclos anuais, muito mais curtos e sujeitos a desequilíbrios que requerem uma rápida ação do produtor.

Mas quais seriam as vantagens de utilizar a análise foliar com o Método DRIS para as culturas perenes como café, maçã, uva, citros, pimenta, banana, eucalipto ou semi-perenes como a cana de açúcar?

No caso das culturas perenes o mais importante para o produtor não é antecipar o diagnóstico, mas sim ter uma visão mais clara dos resultados do manejo e também reduzir custos com insumos.

Culturas perenes possuem ciclos distintos das culturas anuais: condições climáticas, necessidades nutricionais variadas em diferentes períodos do ano, efeitos residuais de longo prazo tanto de calagem quanto de adubações, o que faz com que a cada nova amostragem um conjunto diferente de fatores tenham agido sobre a planta.

Em plantas perenes as análises de solo não conseguem diagnosticar carências nas plantas. Portanto, o melhor extrator para este tipo de diagnóstico e a própria planta. Assim, para se fazer o monitoramento nutricional das plantas perenes a única ferramenta é a análise de tecidos ou folhas.

Melhor ainda se houver bancos de DRIS disponíveis para auxiliar nas interpretações.

A principal diferença neste caso do método de faixas de suficiência nutricional para o DRIS é justamente o Balanço Nutricional, identificar qual o fator mais limitante (e quais apresentam excesso) é decisivo para a redução de custos com insumos, sendo possível assim, fazer a adubação correta para o momento, sem desperdícios, conhecendo o efeito de longo prazo de cada uma das adubações anteriores. Outra grande vantagem é que ao utilizar o DRIS é possível diagnosticar com maior precisão deficiências em micronutrientes e a sua importância dentro do balanço nutricional.

A prática contínua de monitoramento nutricional permite que o manejo seja ajustado para o momento, aproveitando ao máximo os insumos utilizados previamente, sem a necessidade de aplicações desnecessárias, isso também aumenta a longevidade da planta, garantindo que continue produtiva por muito mais tempo.

O DRIS também é um grande aliado do produtor quando se trata de produção de mudas para essas culturas, o uso combinado de análise de substrato e análise foliar permite a produção de mudas sadias com elevado potencial produtivo.

A Laborsolo possui Banco de DRIS para diversas culturas perenes como café, maçã, uva, citros, pimenta, eucalipto e banana. Também dispomos agora de análise de substrato para produtores de mudas e outras culturas! Entre em contato com nossa equipe em Londrina, Toledo ou Passo Fundo!

Laborsolo Laboratórios

A Laborsolo Laboratórios atua a quase 30 anos com Análises Agronômicas. Nosso portfólio é amplo (solo, folha, alimento animal, água, fertilizantes e corretivos) e estamos focado no desenvolvimento de tecnologias que auxiliem no dia a dia do Agronegócio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *