Londrina (43) 3338.5738
Toledo (45) 3378.1202
Passo Fundo (54) 3315.7604
Dris Eucalipto

Cultivo florestal: Porque realizar Análise Foliar com DRIS no Eucalipto

Há muitos mitos que envolvem o cultivo de algumas espécies florestais, em especial o eucalipto e o pinus. É comum encontrar artigos e reportagens na internet alegando que as florestas plantadas destas espécies causam empobrecimento e infertilidade no solo.

Eucalipto e Pinus não deterioram o solo, pelo menos não mais que qualquer outra cultura anual ou perene que não recebam a devida atenção quanto à fertilidade do solo ou a nutrição das plantas.
O que acontece, e levou a criação deste ‘mito’, é que estas plantas se adaptam a solos extremamente inférteis. Muitos produtores e engenheiros agrônomos e florestais costuma usar a expressão “agora só eucalipto” para solos extremamente degradados, onde nem capim consegue ser cultivado de forma adequada.

O que é preciso lembrar é que as raízes dos eucaliptos alcançam a faixa de 2 metros de profundidade, permitindo que elas absorvam nutrientes e águas em camadas mais profundas. Ao fazerem isso também contribuem para a fertilidade do solo, promovendo descompactação, proteção do solo (tanto à chuva/erosão, quanto à temperatura), daí a importância da sua presença em programas de integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF).

Por normalmente entrarem em áreas com solos já degradados (em seus mais diversos níveis de degradação) é preciso atenção à nutrição das plantas, principalmente nos estágios iniciais de desenvolvimento das mudas.

Para garantir uma boa produtividade, já que é uma cultura de longo prazo, é preciso ficar atento à disponibilidade de nutrientes no solo logo no início, pois deficiências nutricionais vão impactar o desenvolvimento e produtividade no futuro.

Veja o exemplo do Engenheiro Agrônomo Gabriel Delalibera da FMC Agrícola, que está acompanhando o desenvolvimento de uma área de eucalipto em Santa Rita do Passa Quatro com a Análise Foliar com DRIS da Laborsolo.

O Engenheiro Agrônomo Felipe Domansky destaca, como já é sabido entre os profissionais do setor, que “as florestas de eucalipto são muito sensíveis à deficiência de boro, um micronutriente que só pode ser devidamente mensurado à partir da análise foliar. Além dele, a analise foliar determina pelo menos mais 10 parâmetros que podem concluir o diagnóstico nutricional adequado. Vale ressaltar que deficiências de outros minerais podem ser tão ou mais prejudiciais quanto à deficiência de boro, como Zinco, Cobre, Cálcio, etc.”

Diversas Em solos degradados a análise foliar também pode identificar outras deficiências importantes em plantas jovens como Cálcio, Enxofre e Fósforo, como aponta diversas pesquisas desenvolvidas pela Embrapa.

A Laborsolo dispõe de Análise Foliar com DRIS para o Eucalipto, o que permite uma mensuração rápida e eficaz das deficiências nutricionais, garantindo um excelente desenvolvimento das plantas.

Quer saber mais sobre a Análise Foliar com DRIS para eucalipto? Entre em contato com nossa equipe!

Laborsolo Laboratórios

A Laborsolo Laboratórios atua há 30 anos com Análises Agronômicas. Nosso portfólio é amplo (solo, folha, alimento animal, água, fertilizantes e corretivos) e estamos focado no desenvolvimento de tecnologias que auxiliem no dia a dia do Agronegócio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *