Silicio

Uso do silício na adubação deixa milho mais resistente às pragas

Pesquisa realizada pela Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) de Aquidauana mostrou que o uso do silício aumenta a resistência também do milho.

Já existiam estudos que comprovavam a eficácia do uso do silício nas culturas de arroz, batata e cana-de-açúcar. Agora, com o trabalho do prof. Francisco Eduardo Torres e dos acadêmicos Paulo Eduardo Teodoro, Larissa Pereira Ribeiro e Caio Cezar Guedes Correa, tem-se resultados positivos também para o milho.

Com a adubação de silício a ‘pele’ da planta fica mais grossa, formando uma barreira contra o ataque de fungos e insetos, o que dificulta a alimentação dos insetos-pragas, como a lagarta-do-cartucho que acaba morrendo.

O uso do silício pode diminuir custos com fungicidas e inseticidas, melhorando a nutrição da planta, sua resistência e promovendo uma agricultura mais sustentável.

O silício é um micronutriente que pode ser mensurado através da análise foliar realizada na Laborsolo e tem sua comercialização como fertilizante regulamentada desde 2004.

Laborsolo Laboratórios

A Laborsolo Laboratórios atua há 30 anos com Análises Agronômicas. Nosso portfólio é amplo (solo, folha, alimento animal, água, fertilizantes e corretivos) e estamos focado no desenvolvimento de tecnologias que auxiliem no dia a dia do Agronegócio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *