Londrina (43) 3338.5738
Toledo (45) 3378.1202
Passo Fundo (54) 3315.7604
Variabilidade Vertical

Chegou a hora de um olhar mais aprofundado sobre o seu solo

Série de Artigos: Variabilidade Vertical

Se você acompanha o Labor News já notou que temos tratado constantemente de ‘perfil do solo’ e da importância de análises químicas e físicas de solo em diferentes profundidades, afinal o sucesso ou fracasso de uma safra depende da distribuição dos nutrientes em todo o ambiente de absorções radicular.

Aí você pensa: “Lá vem esse pessoal falar de Agricultura de Precisão”…

Na verdade não! Primeiramente precisamos esclarecer alguns pontos sobre ela.

Quando ouvimos o termo “Agricultura de Precisão” constatamos frequentemente referência ao velho clichê de que: “Existe uma variabilidade da fertilidade do solo e para isso precisamos homogeneizar os nutrientes e acabar com as ‘manchas’ para elevar as culturas ao seu máximo potencial produtivo reduzindo a quantidade de insumos, aplicando somente o necessário onde necessário” e bla bla bla… Correto?

Na verdade a precisão da agricultura vai muito além de equipamentos sofisticados, criação de mapas interpolados de nutrientes e correções em Taxa Variável.

O que ninguém considera é que, além da variabilidade horizontal dos nutrientes (foco da maioria das “AP’s” hoje em dia) existe a variabilidade vertical. O solo possui horizontes diferentes, com fertilidades e concentrações de elementos diferentes que variam (e muito) de acordo com a profundidade.

Será que esta variabilidade vertical que estamos falando é relevante? Será que nosso manejo de produção, adubações e correções aumentam ou diminuem esta variabilidade?

Nos próximos posts iremos discutir a Variabilidade Vertical. Conceito de fertilidade de solo importantíssimo que na prática quase ninguém leva em consideração, e que possui uma influência muito grande nas decisões a serem tomadas e nos resultados de nossa atividade, e certamente não podemos ignorar isso.

Laborsolo Laboratórios

A Laborsolo Laboratórios atua a quase 30 anos com Análises Agronômicas. Nosso portfólio é amplo (solo, folha, alimento animal, água, fertilizantes e corretivos) e estamos focado no desenvolvimento de tecnologias que auxiliem no dia a dia do Agronegócio.

Este post tem 3 comentários

  1. Sou estudante do curso técnico em agronegócio, pelo SENAR-Goiânia, e fui despertado a me interessar por essa questão da fertilidade do solo, cuja identificação se dá em primeira mão através de uma análise química feita por uma empresa tecnicamente confiável. Portanto, gostaria de inteirar melhor sobre esse assunto, e tantos outros relacionados a questão da nutrição das plantas e culturas agrícolas de interesse comercial. Grato. Semi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *