Londrina (43) 3338.5738
Toledo (45) 3378.1202
Passo Fundo (54) 3315.7604
Materia Organica Solo

Matéria Orgânica na Análise de Solo

A matéria orgânica do solo apresenta compostos de origem vegetal, animal e microbiana. Ela influencia as propriedades químicas e, principalmente, físicas nos solos. A matéria orgânica é a grande responsável pela estabilidade de agregados além de ser a maior parcela da CTC (Capacidade de Troca de Cátions) devido aos grupos carboxílicos dos ácidos fúlvicos e húmicos sendo ainda responsável pela manutenção da biota no solo.

Nos métodos onde sua determinação se dá por via úmida, usada em laboratórios de rotina, o processo implica na oxidação do carbono por ácido crômico na presença de ácido sulfúrico.

Esse método exige uma titulação com sulfato ferroso para se determinar o excesso de cromo que sobra da reação. Em Laboratórios de grande rotina, titulações são métodos poucos práticos devido a demora e probabilidade de erros.

Sendo assim, a Laborsolo adotou o método colorimétrico de Grahan que estima o cromato não reduzido em solução através de sua cor. No entanto, se utiliza efetivamente o método de Reid e Copeland (1966) usando o método colorimétrico com reação a frio usando-se dicromato de sódio e ácido sulfúrico, sem aquecimento.

Após a reação com o carbono do solo, o sistema desenvolve uma coloração, que é lida em espectrofotômetro. O teor de matéria orgânica do solo é expressa em g/dm³.

Lembrando que este valor pode ser utilizado para o cálculo da adubação nitrogenada, considerando-se aspectos como a mineralização, chuva, etc.

Laborsolo Laboratórios

A Laborsolo Laboratórios atua a quase 30 anos com Análises Agronômicas. Nosso portfólio é amplo (solo, folha, alimento animal, água, fertilizantes e corretivos) e estamos focado no desenvolvimento de tecnologias que auxiliem no dia a dia do Agronegócio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *