Londrina (43) 3338.5738
Toledo (45) 3378.1202
Passo Fundo (54) 3315.7604
Fosforo P02

P-rem: uma análise que pode dizer muito sobre o seu solo

Antes de falarmos sobre o P-rem, temos que destacar que o comportamento do Fósforo na solução do solo (P-disponível) é muito diferente quando comparado com as determinações de Cálcio (Ca); Magnésio (Mg) e Potássio (K). A diferença começa na forma como as plantas assimilam ou absorvem esses nutrientes. No caso das bases é na forma de cátions, já o Fósforo, é na forma de ânion (H2PO4). Essa forma é muito mais difícil de se determinar diretamente, por isso, é necessário estima-lo na forma de P (elemento simples).

Dessa forma, as determinações de fósforo, em solos, nunca podem ser considerados como teores disponíveis de forma direta, mas sim como avaliação relativa, ou seja, a quantidade de P analisado representa diretamente um teor extraível de locais onde o Fósforo, no solo, encontra-se “ligado” ou “preso”,na chamada fase sólida, ou seja, em partículas de minerais que compõem esse solo (sesquióxidos de Fe e Al). Na forma como se encontra, o P não é disponível (é P-adsorvido ou P-labil). Portanto é o solo que irá disponibilizar, em doses “homeopáticas” o fosfato (H2PO4) adsorvido na fase sólida para a solução, deixando-o disponível para as raízes das plantas. Como é uma reação química, é necessário que haja duas condições básicas importantes para ocorrer esse fenômeno, se não faltará P na solução, ou seja:

  1. umidade mínima necessária para ocorrer essa difusão da fase sólida do P-solo para a fase líquida que é o P-solúvel, e
  2. teor mínimo de P-solúvel para que o fenômeno se estabeleça.

Isso é avaliado e medido através da determinação do P-rem (Fósforo Remanescente).

Portanto, a análise do P-rem nada mais é do que um método para se avaliar o poder de transferência de P da solução para o solo e vice-versa. A vantagem é que de posse do P-rem, pode-se quantificar qual o valor mínimo de P-solução para ocorrer as trocas químicas, esse valor no laudo de solo aparece como NiCriP (Nível Crítico de Fósforo pelo extrator Mehlich I).

Não perca pois na próxima semana iremos explicar a diferença entre o Fósforo obtido na análise básica do solo e o P-rem.

Laborsolo Laboratórios

A Laborsolo Laboratórios atua a quase 30 anos com Análises Agronômicas. Nosso portfólio é amplo (solo, folha, alimento animal, água, fertilizantes e corretivos) e estamos focado no desenvolvimento de tecnologias que auxiliem no dia a dia do Agronegócio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *