Agronegocio Parana

Agronegócio alavanca o PIB no interior do Paraná

O agronegócio contribui para a interiorização do crescimento econômico, principalmente em anos de crise no setor produtivo, e fortalece três mesorregiões no Paraná. Quando analisado o avanço do PIB (Produto Interno Bruto) entre 2010 e 2015, a participação no total estadual da Noroeste, que conta com cidades como Umuarama e Paranavaí, foi a que mais cresceu no período, com 15,93%. Na sequência aparecem a Oeste, de Toledo e Cascavel, com alta de 15,61%, e a Centro Ocidental, de Campo Mourão e Engenheiro Beltrão, com avanço de 14,73%. Os dados são do último relatório do PIB por municípios divulgado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Entre as três mesorregiões que mais ganharam participação, o destaque fica para a Oeste. Além do segundo melhor avanço no período, as cidades da região também ficam com a medalha de prata no Estado em renda, com R$ 36,2 mil por habitante. “As três mesorregiões que mais cresceram têm algo forte em comum, que não é apensas a lavoura e a pecuária, mas a indústria e os serviços ligados ao agronegócio”, diz o presidente do Ipardes (Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social), Julio Suzuki Júnior. A pujança do campo também se baseia no trabalho das cooperativas, que têm média de crescimento de dois dígitos ao ano em faturamento.

É por acreditar na força do interior e do agronegócio que estamos presentes com uma unidade Laborsolo Express em Toledo! Os últimos anos tem sido realmente de grande crescimento e desenvolvimento da região oeste do Paraná, realizamos o curso de Atualização de Fertilidade de Solo e Nutrição de Plantas em Toledo e outras cooperativas da região oeste e sul do Paraná! Uma demonstração da força do agronegócio paranaense que confirma os números do IBGE!

Laborsolo Laboratórios

A Laborsolo Laboratórios atua há 30 anos com Análises Agronômicas. Nosso portfólio é amplo (solo, folha, alimento animal, água, fertilizantes e corretivos) e estamos focado no desenvolvimento de tecnologias que auxiliem no dia a dia do Agronegócio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *